PET IHAC CONVIDA: Priscila Cabral – Teve ditadura na Bahia?

A quarta edição do PET IHAC CONVIDA ocorreu dia 27 de setembro, às 16:40h. Foi exibido o curta-documentário  “Teve ditadura na Bahia?” e a pesquisadora Priscila Cabral Almeida apresentou sua trajetória de pesquisa sobre a construção de memoriais sobre o período da ditadura civil-militar.


O curta-documentário apresenta relatos sobre o período da ditadura civil-militar na cidade de Salvador, discutindo sobre lugares de memória e a inviabilização de projetos institucionais ligados à memória de resistência no Estado. O filme foi realizado pelos estudantes do IHAC Rodrigo Carvalho, Nathane Santana, Gustavo Brandão e Airi Assunção no componente curricular Estudos Sobre a Contemporaneidade II, ministrado pela professora Priscila.

Em formato de roda de conversa, foram abordados temáticas como memória social, memória política e políticas públicas de memória com foco no período da ditadura. Tal como o documentário, foi destacado as lutas pela construção da Rede de Memoriais da Bahia, ligados à memória daqueles que resistiram ao período de repressão e cerceamento das liberdades de expressão. Enfatizou-se, por fim, o momento atual e as relações com momentos históricos de autoritarismo político, entendendo, sobretudo, o papel estratégico das universidades públicas nestes contextos.

Sobre Priscila Cabral Almeida
Doutora em História, Política e Bens Culturais pelo PPGHPBC/Cpdoc-FGV, Mestre em Memória Social e Graduada em História pela UNIRIO. Pós-Doutorado em Estudos Organizacionais e Gestão Cultural, pelo NPGA/UFBA. Professora Substituta no Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades (IHAC-UFBA). Como docente, coordena os Saraus Culturais de performances artísticas multi-linguagens realizados com alunos de graduação do IHAC-UFBA, com destaque para o Sarau Cultural Fernanda Rebelo (2018) e o Sarau Cultural Ensaiando o Dois de Julho (2019)

Escreva um comentário