PROJETO METE MÃO | RODA DE CONVERSA COM AS JOVENS

No dia 08 de junho, as bolsistas Andréia, Nathalie e Suenny do PET IHAC foram para a comunidade Alto de Ondina para realizar uma roda de conversa na Associação da Comunidade com as adolescentes – entre 11-19 anos – moradoras de lá. A conversa teve como objetivo principal o diagnóstico das reais necessidades das meninas para que nos próximos encontros conseguíssemos estabelecer prioridades e não estar lá falando sobre coisas que não estejam presentes na realidade delas e que não façam o mínimo sentido. Além disso, esse momento foi extremamente importante para criarmos vínculos e estabelecermos uma relação horizontal e respeitosa que nos ajudará a chegar mais perto dos nossos objetivos.

Assim, iniciamos a conversa com todas se apresentando e contando quem somos, de onde viemos, onde moramos atualmente, o que/onde estudamos, a idade, lugares que a gente gosta de ir, status de relacionamento, o que mais gostávamos de fazer, de comer, de vestir, de ouvir, o que não gostávamos, etc. No meio das apresentações houveram muitos momentos de identificação uma com as outras e também de estranhamento. Por exemplo: uma das meninas da comunidade já morou em Valença-BA e uma das bolsistas também; quase todas já sofreram algum tipo de violência ou assédio por parte dos homens; os gostos musicais foram parecidos, etc. Por outro lado, por exemplo, surgiram muitas palavras que significavam coisas diferentes para cada uma, então tomamos o cuidado de sempre estar perguntando o que aquilo significava para ficar claro o que se estava dizendo.

No final das apresentações, percebemos que alguns temas foram muito enfatizados pelo grupo como um todo e por isso falamos com as meninas quais foram: formas de ingressar na Universidade, violências contra a mulher, sexualidade e questões de gênero. Para o segundo encontro, elas desejaram que o nosso diálogo fosse sobre as questões de gênero e afetividade, sendo inclusive o tema que percebemos mais inquietação quando foi discutido. Em relação aos outros, não houve resistência em abordá-los posteriormente, ficando aberto inclusive uma proposta de tema por nossa parte. Ficamos bastante animadas com a ideia de que construímos isso juntas e fizemos um grupo no Whatsapp para nos comunicar mais facilmente por lá. Portanto, esse primeiro contato com as meninas foi muito proveitoso para ambos os lados. Conseguimos cumprir com o objetivo principal e sentimos que elas estavam muito a vontades com a gente, conversando abertamente sobre tudo, expondo suas opiniões sem medo e se preocupando em nos conhecer também, além de que ficaram empolgadíssimas com nosso retorno à comunidade.

Criamos vínculos verdadeiros e que, para além do projeto Mete Mão, pretendemos continuar os fortalecendo.

 

Escreva um comentário